h1

LIV

Maio 21, 2007

I – Princípio V

II – Princípio V, Cap. 2

III – Princípio V, Cap. 3:

Terça-feira dir-te-ei que não precisas voltar. A ver.

Disse-lho depois do sexo. Disse-lhe enquanto o mirava no espelho grande quando se afastou até à porta do quarto, nua. Memorizou-lhe as costas curvadas em harmónio os pés enclavinhados no tapete a testa luzidia apoiada nos nós dos dedos, adivinhando-lhe os tremores e nada mais que isso.

Retirou um cigarro do fundo da terceira gaveta da cómoda da entrada, e já na cozinha riscou devagar o fósforo. Fez deslizar lateralmente a janela por cima do lava-loiça e sentou-se com os pés sobre a mesa. O saco de lixo preto meio amarrotado, não passava de um fiapo entre as espirais de fumo.

Tenho que lhe atar as pontas pensou. Quando ele sair. E, esperou tempo que não se lembra pelo clic ao arrancar do esquentador. Sobressaltou-se quando a voz enrouquecida dele murmurou sem minudências encostada à ombreira:

-Anda, veste-te. Vamos deitar o lixo fora. E entretanto dizes-me o teu nome.

 Autora: J.P.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: